A importância da Gestão do Design em uma organização

julho 03, 2017

Até o momento o design é considerado a partir de uma perspectiva econômica, baseado em uma nova visão, a abordagem está focada em mudanças. A gestão de design está diretamente relacionada ao modelo de administração taylorista, hierárquico, para um modelo organizacional plano flexível, que incentiva a iniciativa individual, a independência e a tomada de riscos. Esse novo modelo está beseado em conceitos como gestão orientada ao cliente, gestão baseada em projetos e gestão da qualidade total, sendo que todas trabalham com o design.
Esta mudança na gestão do design, cria-se uma demanda por gestão interna do design, não tratando diretamente em dar forma visível a um determinado negócio ou estratégia de marketing, mas de contribuir para a mudança do comportamento e da visão corporativa. Neste modelo torna-se fácil o gerenciamento de criatividade, da iniciativa, atenção aos detalhes e preocupação com o cliente – tornam-se pontos fortes, que os administradores podem utilizar deliberadamente para sustentar a gestão da mudança.

Então, para tornar-se eficaz, o design deve ser introduzido em uma organização de maneira gradativa, responsável e deliberada:
1 Gradativa – Um excelente modo de levar toda à empresa à compreensão dos benefícios do design e integrá-lo na organização em estágios, por meio de uma série de projetos sucessivos.

2 Responsável – Mesmo começando com um único projeto, a integração do design requer o apoio dos gerentes seniores para demonstrar o carácter estratégico do design e deixar de lado a ideia de que o design é difícil de gerencial. Alguém de dentro da empresa deve ficar encarregado de tomar decisões de design.
No que se refere à gestão da inovação, os projetos no campo do design devem ser promovidos por um “protrocinador. Um indivíduo com paixão pelo design (Peters, 1989), É só pensar no impacto de administradores como Steve Jobs, da Apple, Akio Morita, da Sony, ou Robert Blaich, gerente de design da Philips.

3 Deliberada – O design deve ser gerenciado em todos os níveis, não somente em programas e projetos de design.

Em resumo, as informações sobre valores corporativos devem ser comunicadas aos designers; o grupo de design deve ser apoiado am todas as divisões da empresa; e a Comunicação deve ocorrer entre o grupo de design e a alta administração da empresa.
O design corporativo deve ser atendido com a relevância de um atendimento ao cliente, assim como controles financeiros e produtivos da organização, uma empresa sem design, na colocação e visão deste modelo, promove a participação da gestão de design junto as estratégias.

Amplificação da marca por relevânciaClientes internos como defensores da sua marca
Categorias
%d blogueiros gostam disto: